logo alto.fw.png
familia de betânica.jpg

PROJETO

A FAMÍLIA DE BETÂNIA

 

     Jesus amava a Família de Betânia tinha muita estima comunhão e intimidade com cada um deles de forma particular e especial. ESTES TRÊS PERSONAGENS PODEM REVELAR MUITO DA NOSSA VIDA ESPIRITUAL:

Havia um homem chamado Lázaro. Ele era de Betânia, do povoado de Maria e de sua irmã Marta. E aconteceu que Lázaro ficou doente.
Maria, sua irmã, era a mesma que derramara perfume sobre o Senhor e lhe enxugara os pés com os cabelos.
Então as irmãs de Lázaro mandaram dizer a Jesus: "Senhor, aquele a quem amas está doente".
Ao ouvir isso, Jesus disse: "Essa doença não acabará em morte; é para a glória de Deus, para que o Filho de Deus seja glorificado por meio dela".
Jesus amava Marta, a irmã dela e Lázaro.

João 11:1-5

      MARIA sempre estava nos pés do Senhor. Revela o processo de rendição, o quebrantamento. As áreas da nossa vida que está em condição de entrega.

      MARIA FALA DE QUEM EU SOU. Está melhor parte é a qual, mas Jesus vê. É a parte que fala quem somos Nele, nossa historia existencial. É onde voltamos para nossa Identidade, nossa origem, nossa essência, nossas verdades. É a parte aonde em Adoração (João 11:2) nos tornamos parecido com Ele, como imagem e semelhança de Deus (Gênesis 1:27) . Por isso não nos será tirada.

 

Caminhando Jesus e os seus discípulos, chegaram a um povoado, onde certa mulher chamada Marta o recebeu em sua casa.
Maria, sua irmã, ficou sentada aos pés do Senhor, ouvindo-lhe a palavra.
Marta, porém, estava ocupada com muito serviço. E, aproximando-se dele, perguntou: "Senhor, não te importas que minha irmã tenha me deixado sozinha com o serviço? Dize-lhe que me ajude! "
Respondeu o Senhor: "Marta! Marta! Você está preocupada e inquieta com muitas coisas;
todavia apenas uma é necessária. Maria escolheu a boa parte, e esta não lhe será tirada".

Lucas 10:38-42

 

     MARTA sempre servindo, atarefada, o corre, corre do dia-a-dia, a dinâmica da logística que muitas vezes são importantes, na qual precisamos fazer.

     MARTA FALA COMO SOU. O meu estado emocional e motivacional.  Fala do que eu faço com Deus e para Deus. É a íntima compreensão que estar perto de Jesus fazendo, não necessariamente significa estar junto Dele. Daquilo que “eu sou” e daquilo que “eu faço” Jesus prefere “o que eu sou”.

Seis dias antes da Páscoa Jesus chegou a Betânia, onde vivia Lázaro, a quem ressuscitara dos mortos.
Ali prepararam um jantar para Jesus. Marta servia, enquanto Lázaro estava à mesa com ele.
Então Maria pegou um frasco de nardo puro, que era um perfume caro, derramou-o sobre os pés de Jesus e os enxugou com os seus cabelos. E a casa encheu-se com a fragrância do perfume.

João 12:1-3

 

      LÁZARO estava à mesa olhando nos olhos de Jesus. Estar na mesa com Jesus é experimentar o melhor de Deus. Fala daquilo que sabemos de Deus e como o conhecemos como nos relacionamos. Entender que todo conhecimento de Deus precisa glorificar a Cristo.

     LÁZARO FALA ONDE ESTOU.  Das nossas necessidades essenciais de afirmação aceitação. Necessidades físicas de estar e permanecer em segurança. De termos um propósito de vida.

 

     ESTES TRÊS PERSONAGENS PODEM REVELAR NOSSA IDENTIDADE NOSSO RELACIONAMENTO E NOSSA HERANÇA. MARTA MARIA E LÁZARO, OU SEJA, JESUS AMA QUEM NÓS SOMOS, O QUE FAZEMOS É O QUE NÓS SABEMOS.